Sou do Nordeste – Jumenta Parida

Sou do Nordeste
Da praia, do sertão, da capital
Cabra da peste
Riqueza cultural de norte a sul
De leste a oeste é
Eu tô aqui pra dizer

Eu sou da terra da embolada
Da rabeca bem tocada e do pandeiro
Que é mais veloz que o tiro do cangaceiro
Valente conhecido pelo mundo inteiro
Daqui pra frente
Misturo o rock com a levada do repente
Mostrando que o nordeste é muito diferente
Da imagem pobre que é passada pra você na TV

Sou do Nordeste
Da praia, do sertão, da capital
Cabra da peste
Riqueza cultural de norte a sul
De leste a oeste é
Eu tô aqui pra dizer

Eu sou da terra da embolada
Da rabeca bem tocada e do pandeiro
Que é mais veloz que o tiro do cangaceiro
Valente conhecido pelo mundo inteiro
Daqui pra frente
Misturo o rock com a levada do repente
Mostrando que o nordeste é muito diferente
Da imagem pobre que é passada pra você na TV

Sou do Nordeste
Da praia, do sertão, da capital
Cabra da peste
Riqueza cultural de norte a sul
De leste a oeste é
Eu tô aqui pra dizer

Jumenta Parida

Comentários estão fechados